Sociedade

Quatro doentes covid morrem em incêndio num hospital do Brasil

O incêndio deflagrou pelas 6h30 locais (10h30, em Lisboa) e foi “prontamente controlado” por 20 bombeiros. As quatro vítimas mortais “sofreram queimaduras” e inalaram fumo.


Quatro pessoas morreram, esta sexta-feira, num incêndio que atingiu uma ala dedicada ao tratamento de doentes infetados com covid-19 no Hospital Municipal Zona Norte Doutor Nestor Piva, em Aracaju, no estado brasileiro de Sergipe.

Segundo a imprensa brasileira, o incêndio deflagrou pelas 6h30 locais (10h30, em Lisboa) e foi “prontamente controlado” por 20 bombeiros. As quatro vítimas mortais – doentes infetados –  “sofreram queimaduras” e inalaram fumo.

"Esse incêndio pode ser considerado de grandes proporções devido às consequências. O problema maior foi a quantidade de fumaça acumulada na área Covid e a retirada das vítimas, que estavam acamadas, e a organização da cena para a remoção até outras unidades hospitalares", afirmou o capitão do Corpo de Bombeiros, Breno Queiroz.

Na unidade atingida pelas chamas, estavam 60 pessoas internadas, 35 das quais tiveram de ser transferidas para outros hospitais.

“Em decorrência da necessidade de evacuação e isolamento total da UPA, 35 pacientes que estavam internados na unidade foram transferidos para os hospitais de Urgência (Huse), da Polícia Militar (HPM), Santa Isabel, Senhor dos Passos, Primavera, Hapvida, Fernando Franco e leitos do Caps Jael Patrício. Demais usuários do SUS que recebiam atendimento porta aberta e funcionários que inalaram fuligem também foram transferidos pelo Samu”, informou a secretaria de Estado da Saúde.

As autoridades ainda estão a averiguar as causas do incêndio, mas tudo indica que tenha tido início nos instrumentos de ar condicionado da ala afetada.