Desporto

Ministério Público de Florença abre investigação à morte de Dupasquier

Em causa estará um "possível homicídio por negligência".

O Ministério Público (MP) de Florença anunciou, esta segunda-feira, a abertura de uma investigação por possível homicídio por negligência do piloto luso-suíço Jason Dupasquier, durante o Grande Prémio de Itália de Moto3.

O responsável pela investigação, Alessandro Piscitelli, ordenou um exame ao corpo do piloto de ascendência portuguesa, de 19 anos, após avaliar as imagens disponíveis do acidente.

A investigação incide para já sobre "pessoas desconhecidas", depois de um incidente com outros pilotos no circuito de Mugello. Em causa estará um "possível homicídio por negligência".

Recorde-se que o piloto morreu, este domingo, aos 19 anos, na sequência de uma queda no sábado, durante a qualificação do Grande Prémio de Itália de Moto3.

Jason Dupasquier caiu na parte final da qualificação de Moto3, num acidente que envolveu também o japonês Ayumu Sasaki e o espanhol Jeremy Alcoba, tendo sido assistido durante mais de 30 minutos na pista do circuito de Mugello, antes de ser transportado de helicóptero para o hospital.

O piloto, que foi atingido por uma das motas após a queda, ainda foi operado, mas não resistiu aos ferimentos sofridos.