Economia

CGD entrega 83,6 milhões de euros em dividendos

Já a eleição da nova administração do banco público foi adiada por ainda não haver autorização do Banco Central Europeu (BCE). 


O Estado, enquanto acionista único da Caixa Geral de Depósitos, aprovou a distribuição de 83,6 milhões de euros em dividendos, na assembleia-geral que se realizou esta segunda-feira.

Já a eleição da nova administração do banco público que também deveria ter ocorrido na mesma altura foi adiada por ainda não haver autorização do Banco Central Europeu (BCE), revelou a instituição financeira, em comunicado. 

"A proposta aprovada de distribuição de dividendos acolhe a orientação do Banco Central Europeu de 15 de dezembro de 2020, que recomenda que, até 30 de setembro de 2021, as instituições de crédito significativas mostrem extrema prudência sempre que decidirem ou efetuarem pagamentos de dividendos, em consequência da situação excecional decorrente da pandemia provocada pelo covid-19", diz o documento.

Também a Ernst & Young (EY) continua em funções como revisora oficial de contas, tendo sido eleita para um novo mandato, entre 2021 e 2024.