Desporto

O sonho não ficou por aqui. Portugal vence Itália por 5-3 após prolongamento

A seleção sub-21 passou para as meias-finais do Euro 2021 com golos de Dany Mota (2), Gonçalo Ramos, Diogo Jota e Francisco Conceição. 


Portugal venceu Itália por 5-3 já no período do prolongamento e avança para as meias-finais do Euro 2021, onde irá disputar a seleção espanhola de sub-21. 

O avançado Dany Mota arrisca logo aos 6' e abre o marcador com um pontapé de bicicleta perto da pequena área. Ainda montado na sua mota, aos 31', Dany marca o segundo golo com assistência de Daniel Bragança. A primeira parte termina com um golo de Pobega, ao celebrar o primeiro remate dentro da baliza portuguesa na partida. 

Já na segunda parte, o ritmo continua pujante, com as duas equipas a desejar a fase seguinte. Aos 58', Gonçalo Ramos direciona a bola para as redes italianas, com uma assistência de Diogo Queirós. Dois minutos depois, a seleção italiana marca o segundo com Scamacca a manter a confiança da equipa. 

E quando o emblema das quinas podia pensar que as contas estavam seladas, Cutrone coloca a bola dentro da baliza de Diogo Costa e mantem acesa a esperança da seleção italiana viva, ao levar a partida para o prolongamento. 

Nos primeiros minutos do prolongamento, o defesa italiano Lovato recebe o segundo amarelo, deixando a equipa com dez elementos no relvado, na Eslovénia. Foram precisos 18 minutos para Diogo Jota fazer a diferença, com o passe de Romario Baró, e conseguir colocar a seleção portuguesa na frente para a qualificação. 

Para carimbar o resultado, Baró faz de novo uma assistência, mas desta vez para Francisco Conceição, que, num lance de mestria individual, finta o defesa italiano e remata a bola por debaixo das pernas de Marco Carnesecchi. 

Assim, Portugal vai defrontar na próxima quinta-feira, dia 03 de maio, a Espanha nas meias-finais da competição europeia. E no mesmo dia, os Países Baixos, que eliminaram a França por 2-1, vão jogar contra a Alemanha, que também viu o seu passaporte para a próxima fase em risco, ao vencer em penalidades a seleção da Dinamarca.