Internacional

Variante vietnamita obriga ao fecho da cidade de Ho Chi Minh

O número de novos casos relacionados com a estirpe no país do sudeste asiático tem aumentado


A nova variante do vírus da covid-19, denominada ‘variante vietnamita’ é, segundo afirmam vários peritos, um ‘híbrido’ entre as variantes da Índia e do Reino Unido. Trata-se de uma estirpe ainda mais transmissível do que todas as outras variantes até agora descobertas, o que tem feito soar os alarmes na região.

“A característica dessa variante é que ela se espalha rapidamente pelo ar. A concentração do vírus nos fluidos da garganta aumenta rapidamente e se espalha com muita força para o ambiente circundante”, explicou Nguyen Thanh Long, ministro da Saúde do Vietname, em declarações à comunicação social.
O número de casos positivos de covid-19 no Vietname disparou no mês de abril, registando-se, só nesse período, metade do total de casos no país desde o início da pandemia, que ascende a cerca de 6.700 casos.
Como resultado do crescente número de casos de covid-19 no Vietname, o país reforçou as medidas de controlo sanitário, e colocou os 9 milhões de habitantes da Cidade de Ho Chi Minh, a maior do país, baixo quarentena. Trata-se de um programa massivo de isolamento, testagem e vacinação, para impedir o alastramento do vírus, que poderá demorar meses a ser completado. Serão duas semanas de quarentena, para já, em que as saídas de casa estão limitadas a situações de emergência, e ficam suspensos os serviços religiosos, a abertura de lojas e restaurantes e as aglomerações de pessoas fora das suas casas. Em causa esteve um surto numa igreja da cidade, que causou, pelo menos, 125 novas infeções, e colocou em alerta as autoridades sanitárias do país.

Voos cancelados O aeroporto de Noi Bai, em Hanói, a capital do país, vai ser alvo de uma “suspensão temporária na chegada de voos internacionais”, que entrará em vigor entre 1 de junho e 7 de junho, segundo afirmou a administração da aviação civil do país num comunicado.

Já na semana passada o aeroporto de Ho Chi Minh tinha sido alvo de uma suspensão semelhante, que se prorrogará até 14 de junho, ao contrário do que estava inicialmente previsto.
O Vietname, que tem uma população de cerca de 97 milhões de habitantes, vacinou, até agora, pouco mais de um milhão de cidadãos, esperando nos próximos tempos a chegada em massa de doses de vacinas contra a covid-19.