Internacional

Bolsonaro confirma Copa América no Brasil, mesmo com a atual situação pandémica vivida no país

O evento será realizado em quatro estados. 


A Copa América vai ser mesmo realizada no Brasil, confirmou o presidente do país, Jair Bolsonaro, esta terça-feira.

A partir do Ministério da Saúde, Bolsonaro anunciou que os estados do Distrito Federal, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás e “um quinto que chegou um pouco atrasado” serão os anfitriões do evento, ao terem aceitado receber os jogos que irão começar no próximo dia 13 de junho, segundo avançou o G1.

Porém, o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, já confirmou na rede social Twitter que os estados anfitriões são Brasília, Rio de Janeiro, Cuiabá e Goiânia. 

Recorde-se que a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou, na segunda-feira, que o Brasil foi escolhido para organizar o evento, depois de a Argentina e a Colômbia desistirem devido à pandemia.

Vários especialistas já criticaram a realização do evento no país, considerando a decisão “irresponsável”, uma vez que a pandemia continua descontrolada.

Conhecido pelas suas polémicas frases no que diz respeito à covid-19, Bolsonaro minimizou um possível impacto da Copa América na crise sanitária vivida pelo Brasil.

"Tem a Copa Libertadores, tem a Copa da América do Sul, agora estão vindo [jogos] das eliminatórias regionais para a Copa do Mundo do Qatar", disse Bolsonaro, referindo-se aos torneios que já se disputam no país.