Economia

Galp vai investir em novas energias nos próximos 10 anos

O investimento previsto deverá rondar 800 e mil milhões por ano até 2025, o que representa uma redução de cerca de 20% face ao plano anterior.


A Galp quer acelerar o investimento no segmento das novas energias, que incluí o lítio e o hidrogénio, nos próximos 10 anos, anunciou o presidente executivo da empresa.

Ao mesmo tempo, disse ainda que a empresa está a avaliar a possibilidade de extração mineira em Portugal.

O investimento previsto deverá rondar 800 e mil milhões por ano até 2025, o que representa uma redução de cerca de 20% face ao plano anterior.

A Galp está assim a posicionar-se para expandir as suas atividades para o processamento químico de lítio em Portugal, garantindo matéria-prima e desenvolvendo parcerias importantes", refere em comunicado à CMVM. 

Em janeiro, foi comunicado ao mercado um acordo entre a Galp e a empresa Savannah que previa a compra pela petrolífera de 10% do projeto de exploração de lítio da Mina do Barroso, em Boticas, sendo que na terça-feira a Savannah Resources anunciou que esse acordo de princípio "expirou".

"O acordo de princípio com a Galp (anunciado em 12 de janeiro de 2021) expirou e as discussões em relação ao investimento estratégico continuarão com fora dos termos de exclusividade deste acordo", refere a empresa mineira britânica num comunicado publicado na sua página na internet.