Sociedade

Farmácias fizeram perto de 70 mil testes gratuitos à covid-19 em dois meses

Medida faz parte dos programas de testagem em massa. 


Nos últimos dois meses, mais de 180 farmácias portuguesas realizaram 69.536 testes rápidos de antigénio gratuitos, no âmbito dos protocolos de testagem à covid-19 assinados com as autarquias de Lisboa, Odivelas, Oeiras e com a Região Autónoma da Madeira.

O balanço é feito pela Associação Nacional de Farmácias (ANF), que relembra que a testagem gratuita arrancou a 31 de março no município de Lisboa e foi alargada nas semanas seguintes aos outros três municípios e à Madeira.

“As farmácias demonstraram, desde o início da pandemia, disponibilidade para terem um papel attivo e central na estratégia de combate à pandemia. A proximidade aos cidadãos e a relação de confiança que têm com a população que servem, aliadas ao saber técnico e científico, colocam-nas numa posição privilegiada enquanto agentes de saúde pública. Aproveitar a rede de farmácias para reforçar uma estratégia de testagem regular, segura e eficaz fazia e faz todo o sentido e estes números demonstram-no”, considerou Duarte Santos, da direção da ANF, de acordo com um comunicado a que o Nascer do Sol teve acesso.

Para o responsável, “ao permitirem que os cidadãos façam dois testes por mês sem quaisquer custos, estes protocolos servem para democratizar o acesso aos testes rápidos de antigénio e, dessa forma, permitir um retrato mais alargado da situação epidemiológica daquelas regiões e um processo de desconfinamento mais seguro para todos”.