Internacional

Encontrado na Noruega corpo de bebé desaparecido em naufrágio no Canal da Mancha

No naufrágio, que ocorreu quando a família curdo-iraniana tentava chegar ao Reino Unido, morreram também os pais da criança – ambos com 35 anos – e os irmãos mais velhos, Anita, de nove anos, e Armin de seis.


O corpo de um bebé de 15 meses, desaparecido num naufrágio no Canal da Mancha em outubro de 2020, foi encontrado na costa da Noruega, segundo informaram, esta segunda-feira, as autoridades.

Segundo fonte da polícia norueguesa, citada pela BBC, o corpo do bebé, Artin, foi encontrado perto de Karmoy, no sudoeste do país, no dia 1 de janeiro.

“Não tínhamos nenhum alerta na Noruega para um bebé desaparecido, e nenhuma família contactou a polícia”, revelaram as autoridades, acrescentando que "o babygrow azul não de uma marca norueguesa" e que "isso indicava que o bebé não era norueguês".

O corpo foi identificado através de análise de ADN, tendo a família do bebé sido notificada, confirmando-se a sua identidade.

No naufrágio, que ocorreu quando a família curdo-iraniana tentava chegar ao Reino Unido, morreram também os pais da criança – ambos com 35 anos – e os irmãos mais velhos, Anita, de nove anos, e Armin de seis.