Sociedade

Covid-19. Incidência aumenta, mas R(t) diminui. Lisboa e Vale do Tejo continua a registar maioria dos novos casos

Nas últimas 24 horas, a Madeira não registou novos casos nem mortes. Todas as regiões de Portugal, exceto Lisboa e Vale do Tejo e Madeira, reportaram menos de 100 novos contágios. Há mais sete pessoas nas Unidades de Cuidados Intensivos. 


Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 388 novos casos de infeção de covid-19 e duas mortes associadas ao vírus. Agora, o país acumula um total de 853.034 contágios confirmados e 17.036 óbitos desde o início da pandemia.

Após um domingo sem alterações nos internamentos, agora há mais 26 infetados nos hospitais portugueses (291), dos quais 59 estão a receber tratamentos nas Unidades de Cuidados Intensivos, mais sete do que na véspera.

Quanto à avaliação da matriz de risco, a incidência de casos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias cresceu dos 69,8 para os 72,2 no território nacional, e dos 67,5 para os 70,6 se considerarmos apenas o continente.

Já o R(t) mantém-se nos mesmos valores apresentados na última semana. Agora, Portugal tem um RT de 1,07, tendo baixado 0,1 deste a última avaliação de sexta-feira. Ao contabilizarmos apenas o território continental, o rácio de transmissibilidade é de 1,08, uma descida de 0,2 (1,10).   

Segundo o boletim da DGS, Lisboa e Vale do Tejo não consegue quebrar a tendência e volta a registar mais de metade (53%) dos novos casos (206) reportados, nas últimas 24 horas.

Já as restantes regiões não atingiram os 100 contágios na recente análise epidemiológica. O Norte contabilizou 93 novas infeções, o Algarve 32, o Centro 18 e o Alentejo 13.

Quanto aos contágios nas regiões autónomas, apenas os Açores reportaram 26 novos casos, enquanto a Madeira não registou casos nem mortes.

Em relação aos óbitos, cada um ocorreu em Lisboa e Vale do Tejo e Norte.

De acordo com o relatório da DGS, Portugal tem, de momento, 23.824 casos ativos, mais 109 do que ontem.

Mais 277 pessoas recuperaram da doença, elevando o total de recuperados para 812.174 desde março de 2020.

Nas últimas 24 dias, o número de novos contactos a seguir aumentou quase 1.000, tendo agora as autoridades de saúde mais 953 contactos em vigilância, num total de 26.351.

Consulte aqui o boletim epidemiológico do dia 07 de junho