Opiniao

Autárquicas smart e o PIB da Felicidade

As cidades têm que ser capazes de criar ambientes smart, a inteligência e a tecnologia a impulsionar o desenvolvimento urbano e a qualidade de vida dos cidadãos. 


Por Pedro Escada

Consultor/ empresário

A pandemia veio acelerar a alteração de paradigma na importância que os cidadãos dão à qualidade de vida e na influência que isso tem na escolha das cidades que escolhem para se fixar, na hierarquia das prioridades de vida. O uso do conceito ‘PIB da Felicidade’ no título deste meu escrito, tenta chamar a atenção para a importância da qualidade de vida, no objetivo maior do ser humano, que é a Felicidade. 

As cidades têm que ser capazes de criar ambientes smart, a inteligência e a tecnologia a impulsionar o desenvolvimento urbano e a qualidade de vida dos cidadãos. 

Ao propor um projeto de smart city, aos seus eleitores, é fundamental adequá-lo à realidade específica de cada cidade, entendendo os aspetos que podem torná-la diferenciada e assim potencializá-los.

Em poucos anos a sustentabilidade económica, ficará totalmente dependente da capacidade de inovar no modelo de governança e de gestão de serviços públicos de forma a conseguir reduzir os custos através de um modelo mais eficiente e muito ligado a uma cultura responsável com os recursos naturais e o meio ambiente.

Tecnologia, inovação e conectividade, serão as palavras chave para as soluções do desenvolvimento de cidades, criando desta forma, cidades com mais qualidade de vida.

A cidade inteligente usa soluções digitais, tecnologia e dados para melhorar significativamente vários indicadores-chave de qualidade de vida. Isso  traduz-se em melhoria do tempo de trânsito e deslocação,  tempo de resposta a emergências, custos de assistência médica reduzidos, menor consumo de água, redução do desperdício à partir da reciclagem, diminuição de emissões nocivas, além de um enorme potencial de economia. 

As redes móveis 5G vão surgir rapidamente, facultando conexões mais rápidas, sendo fundamentais para a implementação e aprofundamento das smart cities.