Internacional

EMA confirma contaminação de lote de vacinas contra a covid-19 da Janssen

Lote foi contaminado em fábrica nos EUA e vacinas não se destinavam ao mercado europeu.

 


A Agência Europeia do Medicamento (EMA) revelou, esta sexta-feira, que foi detetado um lote contaminado da vacina contra a covid-19 da Janssen.

"As autoridades da UE foram informadas de que um lote da vacina da Janssen contra a covid-19 foi contaminado com materiais de outra vacina fabricada no mesmo local", lê-se num comunicado da agência europeia.

A contaminação ocorreu numa fábrica, em Maryland, nos Estados Unidos. O lote contaminado não se destinava à Europa, segundo o regulador.

"Com base nas informções disponíveis, os lotes da vacina distribuídos na UE não foram afetados por esta contaminação cruzada", sublinhou ainda a EMA.

No entanto, a agência decidiu "por precaução" e "para salvaguardar a qualidade das vacinas", não utilizar qualquer lote de vacinas produzidas na mesma altura em que terá ocorrido a contaminação.

Por último, a EMA reafirmou que as autoridades europeias estão a fazer tudo “para salvaguardar abastecimentos e mitigar os efeitos de qualquer atraso na entrega desta vacina".