Sociedade

Passageiros oriundos do Nepal passam a cumprir quarentena na chegada a Portugal

Medida entrou em vigor esta terça-feira. 


Os passageiros oriundos do Nepal passam a ter de cumprir isolamento profilático de 14 dias à chegada a Portugal, no domicílio ou num local indicado pelas autoridades de saúde.

Em comunicado, esta quarta-feira, o Ministério da Administração Interna (MAI) revela que “os passageiros de voos originários da África do Sul, Brasil, Índia e, agora, também do Nepal, continuam apenas a poder realizar viagens essenciais e têm de cumprir o período de isolamento profilático” na chegada a Portugal.

Esta medida, que vai vigorar entre 15 e 27 de junho, é igualmente aplicável ao embarque e desembarque de passageiros e tripulações de navios de cruzeiro em portos no território continental, podendo ser revista “em qualquer altura, em função da evolução da situação epidemiológica”.

O Governo lembra ainda que apenas os estados-membros da União Europeia (UE), os países integrados no espaço Schengen, Reino Unido, Estados Unidos da América e os países e regisões administrativas cuja situação epidemiológica respeite a recomendação comunitária 2020/912 do Conselho Europeu, de 30 de junho de 2020, estão autorizados a todo o tipo de viagens essenciais e não essenciais para Portugal.

A tutela liderada por Eduardo Cabrita recorda que viagens essenciais são “as destinadas a permitir o trânsito ou a entrada em Portugal de cidadãos por motivos profissionais, de estudo, de reunião familiar, por razões de saúde ou por razões humanitárias”.

Note-se que todas as pessoas que queiram viajar para Portugal de avião continuam a ter de apresentar um teste negativo à covid-19.