Sociedade

Vítima mortal de acidente que envolveu carro onde seguia Cabrita tinha 43 anos

Homem, de 43 anos, estava a trabalhar. 


A vítima mortal do atropelamento que envolveu o carro onde seguia o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, na Autoestrada 6 (A6), esta sexta-feira, trata-se de um trabalhador, que fazia a manutenção da via, de 43 anos.

Segundo fonte da GNR, citada pela agência Lusa, o acidente ocorreu por volta das 13h00, ao quilómetro 77 da A6, no concelho de Évora, e vitimou o homem que executava “trabalhos de manutenção” da autoestrada.

“O corpo já foi transportado para o gabinete médico-legal de Évora”, indicou a mesma fonte.

De acordo com a GNR, as circunstâncias do acidente vão ser averiguadas pelo Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV) do Destacamento de Trânsito de Évora.

Recorde-se que, em comunicado, o Ministério da Administração Interna informou, esta sexta-feira, que o carro que transportava o ministro Eduardo Cabrita numa deslocação oficial a Portalegre esteve envolvido num acidente, do qual resultou a morte, por atropelamento, de uma pessoa.

A tutela destacou que o acidente foi participado pela GNR e “será naturalmente investigado, de acordo com os procedimentos em vigor”.

Segundo a mesma nota, o ministro lamenta “profundamente o sucedido e apresenta sentidas condolências à família enlutada”.