Sociedade

Estrada do atropelamento mortal com carro onde seguia Cabrita não tinha indicação de trabalhos na via

Nascer do SOL apurou que viatura não se despistou.


O incidente, na sexta-feira, com o carro onde seguia o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e que resultou no atropelamento mortal de um homem, não terá ocorrido na sequência de um despiste, apurou o Nascer do SOL.

O jornal sabe que terá havido “atravessamento da via” e que não existiria qualquer indicação de trabalhos na estrada.

Recorde-se que a notícia do acidente na A6, numa deslocação oficial de Eduardo Cabrita a Portalegre, foi confirmada logo ontem pelo próprio ministério, que adiantou ter comunicado a situação à GNR e que esta seria alvo de uma investigação.

“O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, lamenta profundamente o sucedido e apresenta sentidas condolências à família enlutada”, lia-se no mesmo comunicado.

Pouco depois de o comunicado do ministério ter sido divulgado, soube-se que a vítima mortal se tratava de um trabalhador, de 43 anos, que estaria a fazer a manutenção da via, de 43 anos.