Sociedade

SEF deteta 10 imigrantes ilegais numa exploração agrícola de mirtilos em Estremoz

Foram encontrados durante uma ação de fiscalização levada a cabo pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e a Autoridade para as Condições de Trabalho. 


O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) encontrou numa exploração agrícola de mirtilos, em Estremoz, 10 imigrantes ilegais em Portugal.

No âmbito de uma ação de fiscalização, segundo indica um comunicado do SEF, a autoridade, em colaboração com a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), identificou 234 cidadãos, “na sua maioria estrangeiros”, dos quais 10 encontram-se ilegais, com o intuito de verificar a “situação documental dos cidadãos estrangeiros e respetivas relações laborais, bem como as condições da sua estadia no país”.

O SEF também apurou a existência de três empresas que estão responsáveis pela exploração agrícola fiscalizada, as quais contrataram mais 13 empresas, “com diversos níveis de contratação e de subcontratação”, para assegurar a quantidade de mão de obra necessária.

Nesta operação, participaram 10 inspetores do SEF e seis da ACT.