Sociedade

Só em Lisboa e Vale do Tejo foram diagnosticados mais de mil novos casos

Lisboa e Vale do Tejo registou quase seis vezes mais novos casos do que a segunda região do país com mais novos contágios - o Norte, onde há registo de mais 197 infetados. Por outro lado, desceram ligeiramente os doentes internados devido à covid-19 nos hospitais portugueses, mas há mais doentes em estado grave.


Portugal registou, nas últimas 24 horas, 1.556 casos de covid-19 e duas vítimas mortais associadas à doença. De acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta quinta-feira, o país soma agora um total acumulado de 869.879 infetados desde o início da pandemia, dos quais 17.079 não resistiram.

Só a região de Lisboa e Vale do Tejo registou mais de 1000 novos casos, foram 1.049 dos 1.556 diagnosticados em todo o país. Segue-se o Norte com 197 novos infetados, o Algarve com 130, o Centro com 110 e o Alentejo com 42. No arquipélago dos Açores há 20 novos casos e no da Madeira oito.

O número de internamentos voltou a descer ligeiramente, mas permanece acima dos 400. Há agora 427 doentes com covid-19 nos hospitais portugueses, menos 10 do que ontem. No entanto, os doentes em Cuidados Intensivos são mais de 100 pelo terceiro dia consecutivo e aumentaram – são 106, mais seis do que ontem.

Por outro lado, mais 869 pessoas venceram a doença, elevando o número de recuperados para 823.103.

Há agora 29.697 casos ativos, mais 685 do que ontem, e as autoridades de saúde têm 44.670 contactos em vigilância.

Os dados acerca da incidência e do índice de transmissibilidade (Rt) não sofreram qualquer atualização, uma vez que esta é feita apenas às segundas-feiras, quartas e sextas. Ontem, Portugal tinha uma incidência de 128,6 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias e Portugal continental de 129,6. Encontrando-se, em ambos os casos, na zona vermelha da matriz de risco.

Já o Rt é de 1,17 em todo o país e de 1,18 em Portugal continental.

Consulte aqui o boletim na íntegra.