Sociedade

Task-force de vacinação avança com participação à PJ após vacinação de jovens no Porto

Caso veio a público depois de Maria Cerqueira Gomes revelar que a filha, de 18 anos, foi vacinada.


por Felícia Cabrita e Marta F. Reis

A task-force nacional de vacinação avançou com uma participação à Polícia Judiciária após relatos de jovens com mais de 18 anos terem sido chamados para vacinação no Porto, numa altura em que os agendamentos só estão ainda abertos para maiores de 35 anos. Ao que o i apurou, a decisão da task-force foi remeter os elementos à equipa da PJ, que no ano passado passou a ter a competência de investigar suspeitas de irregularidades no processo de vacinação, até então na dependência do Ministério Público.

O caso veio a público depois de a apresentadora portuense Maria Cerqueira Gomes ter feito uma publicação nas redes sociais dando conta de que, junto com a filha Kika, de 18 anos, tinha sido vacinada na quarta-feira. Na sequência de críticas dos seguidores, Maria Cerqueira Gomes avançou com um esclarecimento. “Ontem, na cidade do Porto e noutras cidades do Norte, abriram ao final do dia 2 horas para pessoas a partir dos 18 anos. Podíamos aparecer sem marcação para tentar controlar a quarta vaga. Eu fui vacinada, a minha filha também... como todos os outros que souberam e tiveram horas como nós à espera de oportunidade”, explicou, avisando mesmo os seguidores que na quinta-feira  se iria fazer o mesmo na zona do Cerco.

Ao que o i a convocatória à margem das regras aconteceu no ACES Grande Porto VI - Porto Oriental, numa altura em que a chamada modalidade casa aberta - em que são convocadas pessoas para vacinação sem marcação prévia - está ainda restrita a maiores de 50 anos, as faixas etárias já abrangidas pela campanha de vacinação. Maria Cerqueira tem 38 anos, pelo que também não poderia ser vacinada na modalidade de casa aberta, estando no entanto no grupo etário que já está a ser vacinado. No caso de jovens de 18 anos, não estão a ser dadas vacinas, sendo a única exceção jovens institucionalizados, que já foram vacinados.

Ao i, fonte oficial da Administração Regional de Saúde do Norte esclareceu que foi desencadeado um inquérito “com o objetivo de apurar o sucedido”, não fazendo mais esclarecimentos enquanto decorrem as averigurações. A vacinação de maiores de 18 anos está previsto arrancar apenas a 4 de julho. O anúncio foi feito pelo coordenador da task-force de vacinação, Henrique Gouveia e Melo na quinta-feira. “Daqui a 15 dias temos todas faixas etárias em processo vacinação”, adiantou o vice-almirante durante uma audição no Parlamento. Neste momento, o autoagendamento da vacina está aberto para maiores de 35 anos.