Sociedade

Farmácias com filas de espera para testes à covid-19

A Associação Nacional de Farmácias aponta as restrições de entradas e saídas da Área Metropolitana de Lisboa como razão para o pico de procura.


As farmácias estão a ser alvo de grande procura de testes à covid-19, esta sexta-feira, indicou a Associação Nacional de Farmácias (ANF).

A ANF aponta as restrições de entradas e saídas da Área Metropolitana de Lisboa como razão para o pico de procura, novamente aplicadas a este fim de semana, após o Conselho de Ministros desta quinta-feira.

Desta vez, quem quiser sair ou entrar da Grande Lisboa tem de apresentar um teste negativo com resultado laboratorial ou certificado digital.

"É natural que hoje, por ser o primeiro dia em que o teste pode ser exigido para efeitos de circulação, se registe um pico de procura, que não foi prevista nem antecipada pelos próprios cidadãos", indicou Duarte Santos, da direção da ANF, à agência Lusa.

Segundo Duarte Santos, foram registadas algumas filas de espera, mas “a situação deverá voltar ao normal nos próximos dias”.

Também a acompanhar a procura de testes, estão as farmácias que aumentaram este tipo de serviço. De momento, há 113 farmácias em Lisboa a fazer testes diariamente, disse o responsável, ao sublinhar que estas têm alargado horários e colocado mais profissionais a desempenhar este serviço.