Sociedade

Infarmed suspende venda de dois lotes de medicamento para deixar de fumar

Em causa está o medicamento Champix.


O Infarmed determinou a "suspensão imediata" da comercialização de dois lotes do medicamento Champix – utilizado para deixar de fumar. Em causa está o facto de terem sido detetados valores elevados de uma impureza.

Segundo revela o Infarmed, em comunicado, “a empresa Laboratórios Pfizer, Lda., informou que irá proceder à recolha voluntária dos lotes n.º 00019064 e n.º 00020016, ambos com a validade 30/09/2021, do medicamento Champix® (0,5 mg) + (1 mg), comprimido revestidos por película com o número de registo 5557301, por terem sido detetados valores elevados de uma impureza”.

A farmacêutica confirmou “que foi detetada a presença da impureza N-nitroso-vareniclina acima do limite de ingestão diária aceitável calculado pela Pfizer de 733 ng/dia”.

Desta forma, o Infarmed determinou a suspensão imediata da comercialização destes lotes e, face ao exposto, alerta as entidades que possuam estes lotes de medicamento em stock que “não os podem vender, dispensar ou administrar, devendo proceder à sua devolução”.

Já os doentes que estejam a utilizar medicamentos pertencentes a estes lotes “não devem interromper o tratamento” e, logo que possível, “devem contactar o médico para substituir por outro lote ou um medicamento alternativo”.