Sociedade

Diretora do Agrupamento de Centros de Saúde do Porto Oriental demite-se

A decisão vem no âmbito da abertura do inquérito sobre a vacinação indevida no centro do Cerco, no Porto, acessível a maiores de 18 anos durante dois dias. 


A diretora do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Porto Oriental demitiu-se, esta sexta-feira, do cargo executivo, anunciou o Ministério da Saúde em comunicado.

A tutela indicou que a decisão de Dulce Pinto vem no âmbito “da instauração de um processo de inquérito, com vista ao cabal esclarecimento do sucedido".

Em causa está a denúncia da task-force à Polícia Judiciária e Inspeção-Geral de Saúde sobre a vacinação indevida de várias pessoas num centro de vacinação de Cercos, do ACES do Porto Oriental.

O ACES, no final da tarde de dois dias, organizou a administração da vacina de porta aberta para qualquer pessoa com mais de 18 anos.

Esta situação ganhou relevo após a apresentadora da TVI Maria Cerqueira Gomes, de 38 anos, e a filha Francisca, de 18 anos, revelarem que tinham sido vacinadas contra a covid-19, na quarta-feira.

O coordenador da task-force responsável pelo plano de vacinação contra a covid-19 em Portugal, o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, afirmou que esta situação, no Porto, é uma “desobediência” e um “ato de indisciplina”.