Internacional

Ministro da Saúde britânico demite-se após polémica

Recorde-se que a demissão surge depois de o governante britânico ter admitido que quebrou as regras de distanciamento social ao envolver-se com uma funcionária do seu Ministério


O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, apresentou, este sábado, a sua demissão do cargo.

No Twitter, Matt Hancok publicou uma declaração oficial, e também já foi divulgada a a carta de demissão endereçada ao primeiro-ministro, Boris Johnson.

Recorde-se que a demissão surge depois de o governante britânico ter admitido que quebrou as regras de distanciamento social ao envolver-se com uma funcionária do seu Ministério. A notícia foi avançada inicialmente pelo The Sun, que adiantou em exclusivo que Matt Hancock manteve uma relação adúltera com a sua assessora, Gina Coladangelo, também ela casada. A situação terá ocorrido em maio, mês em que abraços entre pessoas de agregados familiares diferentes eram proibidos no Reino Unido.

Na altura, o governante pediu desculpa pelo sucedido, mas recusou demitir-se do cargo. No entanto, e embora um porta-voz de Boris Johnson tenha dito que o primeiro-ministro tinha aceitado o pedido de desculpas de Matt Hancock , a demissão acabou por se concretizar.

Na carta dirigida ao primeiro-ministro, Hancock sublinha: “ Nós [Governo] devemos honestidade às pessoas, que tanto sacrificaram nesta pandemia, quando as desiludimos".