Politica

Ministra diz que comparticipação de testes rápidos pode ser aprovada ainda "esta semana"

Objetivo é que “as pessoas sejam financeiramente mais apoiadas”. 


A ministra da Saúde, Marta Temido, disse, esta terça-feira, que o regime de comparticipação dos testes de diagnóstico de antigénios rápidos à covid-19 poderá ser aprovado ainda esta semana.

"Estamos a trabalhar para que esta semana possamos ter um despacho do Ministério da Saúde que preveja um regime de comparticipação nos testes de diagnóstico de antigénios rápidos", disse a governante, em declarações aos jornalistas em Lisboa.

De acordo com Marta Temido, o objetivo é que este regime permita “equilibrar aquilo que é a vida dos cidadãos que já têm uma vacina e, portanto, um certificado verde que prova a toma de duas doses de vacina, e a necessidade daqueles que ainda não estando vacinados podem ter de realizar o teste diagnóstico para a deteção do SARS-Cov-2”.

O objetivo da medida é também que “as pessoas sejam financeiramente mais apoiadas” na realização destes testes, que seja um “mecanismo de circulação mais segura”, neste que também é “um mecanismo de controlo precoce da transmissão da doença”.