Economia

Moratórias. 38,5 mil milhões de euros no final de maio

"Esta variação resulta do decréscimo tanto dos empréstimos concedidos a particulares como dos concedidos a sociedades não financeiras, que diminuíram 0,5 e 0,7 mil milhões de euros, respetivamente".


O montante global de empréstimos abrangidos por moratórias era de 38,5 mil milhões de euros no final de maio, menos 1,2 mil milhões do que em abril.

Os dados foram revelados pelo Banco de Portugal e explica que "esta variação resulta do decréscimo tanto dos empréstimos concedidos a particulares como dos concedidos a sociedades não financeiras, que diminuíram 0,5 e 0,7 mil milhões de euros, respetivamente".

Já no Parlamento, o governador Mário Centeno voltou a recusar qualquer dramatismo em relação ao fim da moratória pública, cujo regime expira em setembro. “Não devemos fazer disto uma situação dramática pois estamos longe deste dramatismo mas não devemos descurar”, afirmou esta quarta-feira em sede de audição na comissão de orçamento e finanças.