Sociedade

Portugal volta a registar mais de dois mil novos casos num só dia. Rt e incidência aumentaram

Número diário de novos casos é o mais elevado desde 13 de fevereiro e os casos ativos não eram tantos desde março. Portugal continua na zona vermelha da matriz de risco e a situação agrava-se com o aumento da incidência e do índice de transmissibilidade. 


Portugal registou, nas últimas 24 horas, 2.362 novos casos de covid-19 e quatro vítimas mortais associadas à doença. De acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta quarta-feira, o país soma agora um total acumulado de 879.557 infetados desde o início da pandemia, dos quais 17.096 não resistiram.

Note-se que este número de novos casos é o mais elevado desde 13 de fevereiro, quando houve registo de 2.856 casos de infeção. 

A região de Lisboa e Vale do Tejo registou 1.336 casos dos 2.362 diagnosticados em todo o país. Segue-se o Norte com 435 novos infetados, o Algarve com 254, o Centro com 224 e o Alentejo com 64. No arquipélago dos Açores há 35 novos casos e no da Madeira mais 14.

Três dos quatro óbitos registados nas últimas 24 horas ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo e um na Madeira.

O número de internamentos sofreu hoje uma ligeira subida e há agora 504 doentes com covid-19 nos hospitais portugueses, mais 12 do que ontem. Os doentes em Cuidados Intensivos são agora 120, mais um face ao último balanço. Este número não era tão elevado desde 1 de abril, quando havia 129 doentes em UCI.

Por outro lado, mais 1.021 pessoas venceram a doença, elevando o número de recuperados para 828.990.

Há agora 33.471 casos ativos, mais 1.337 do que ontem – desde 21 de março que não havia tantos casos de infeção ativos no país. As autoridades de saúde têm agora 53.275 contactos em vigilância.

Os dados acerca da incidência e do índice de transmissibilidade (Rt) foram atualizados esta quarta-feira e mostram que, em ambos os casos, sofreram um aumento.

Portugal tem uma incidência de 172,8 casos de infeção por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Valor que na última atualização, feita na segunda-feira, era de 158,5 casos de infeção por 100 mil habitantes. Já quando considerado apenas o território continental, a incidência é de 176,9 e era de 161,7. O país continua assim na zona vermelha da matriz de risco.

Já o R(t) nacional subiu de 1,13 para 1,14 e no território continental de 1,14 para 1,15.

Consulte aqui o boletim na íntegra.