Economia

Altice Portugal leva fibra ótica e rede móvel às Aldeias do Xisto

Projeto prevê abranger cerca de metade das aldeias até ao final deste ano e alcançar a cobertura total até ao final de 2023.


A Altice anunciou um novo projeto de infraestruturação das Aldeias do Xisto, que tem como principal objetivo a expansão da fibra ótica e da rede móvel.

“É com o desígnio de colocar Portugal na vanguarda da Europa, em termos de redes de nova geração, que a Altice Portugal anuncia a infraestruturação das Aldeias do Xisto. Um projeto que, ao mesmo tempo que atenua as desigualdades territoriais, se traduz na consolidação da maior rede de fibra ótica, contribuindo ativamente para a competitividade da Região e do País e para o desenvolvimento da economia local e nacional”, avança a empresa liderada por Alexandre Fonseca em comunicado.

Esta parceria visa a expansão de cobertura de fibra ótica e rede móvel nas 27 aldeias abrangidas, pertencentes a 16 concelhos do país. Este é um investimento que a empresa considera “inédito” e que vai criar infraestruturas que vão permitir a ligação destas aldeias às autoestradas da informação, “num verdadeiro projeto de interesse público”.

Este projeto prevê ainda abranger cerca de metade das aldeias até ao final deste ano e alcançar a sua cobertura total até ao final de 2023. “As Aldeias do Xisto vão ainda ser alvo de um projeto piloto inédito no âmbito da tecnologia 5G”, diz a Altice.

Esta iniciativa surge depois de a Altice já ter levado a cabo projetos como a expansão de rede móvel no parque Peneda Gerês, a infraestruturação em fibra ótica do Maciço Central da Serra da Estrela e a parceria tecnológica com as Aldeias Históricas de Portugal.

“Com vista a antecipar necessidades da região, já se realizaram reuniões entre a empresa e o presidente Executivo das Aldeias do Xisto, Paulo Fernandes, para o estabelecimento do compromisso e do protocolo de investimento em redes de nova geração, a ser assinado no mês de julho, com os municípios abrangidos e que integram este projeto das Aldeias do Xisto”, explica ainda a empresa.

E não tem dúvidas: “Para a Rede das Aldeias do Xisto este investimento é uma alavanca para o seu desenvolvimento económico, local e regional, com uma preocupação não só com as populações, mas também com os visitantes dado o seu potencial turístico regional refletido na arquitetura, nas amenidades ambientais, na gastronomia e nas tradições, entre outros elementos culturais distintivos”.