Sociedade

Carlos Alexandre impõe caução de cinco milhões para Berardo ser libertado

Advogado André Luiz Gomes também é libertado sob caução, terá de pagar um milhão de euros.


O juiz Carlos Alexandre decidiu, esta sexta-feira, impor uma caução de cinco milhões de euros para a libertação de Joe Berardo, indiciado por crimes como burla qualificada, fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e abuso de confiança, no âmbito do processo da Caixa Geral de Depósitos.

A decisão do juiz do Tribunal de Instrução Criminal foi conhecida, depois de o Ministério Público ter deixado cair o pedido de prisão preventiva, propondo já que a medida de coação do empresário fosse o pagamento da caução de cinco milhões.

Joe Berardo terá agora 20 dias, de acordo com o advogado Paulo Saragoça da Matta, para depositar o dinheiro ou dar garantias.

O advogado André Luiz Gomes, também arguido no processo, terá de pagar um milhão de euros de caução e está impedido de contactar com Berardo. 

Recorde-se que o empresário já passou três noites detido na cadeia anexa à Polícia Judiciária.