Cultura

Louvre convida Cabrita Reis

Em fevereiro de 2022 será inaugurada uma escultura do  artista Pedro Cabrita Reis nos famosos jardins das Tulherias, junto ao Museu do Louvre. 


Os jardins das Tulherias,  parque parisiense situado na margem direita do rio Sena, entre a praça da Concórdia e o Arco do Triunfo do Carrossel, terá em exibição no próximo ano uma obra portuguesa. O artista plástico Pedro Cabrita Reis foi convidado pelo Museu do Louvre e pelo comissariado conjunto da temporada Portugal-França 2022 a realizar uma escultura que será apresentada e fixada nos famosos jardins das Tulheiras (criados no século XVI, em estilo italiano, por ordem de Catarina de Médicis com o intuito de decorar o  palácio  onde passava os seus tempos livres). Para já, o artista não quer revelar mais detalhes sobre a obra que ali irá nascer.

Pedro Cabrita Reis nasceu em Lisboa em 1956, cidade onde vive e trabalha. Já possui um vasto currículo internacional, com um trabalho que é considerado  «crucial para o entendimento da escultura a partir de meados da década de 1980».
Em 2019, esteve envolto em polémica. Apenas duas semanas depois de ter sido inaugurada, uma escultura da sua autoria foi alvo de vandalismo em Leça da Palmeira. Na origem do ato esteve, aparentemente, a contestação do valor despendido para a sua construção –  300 mil euros. O que para a autarquia «vinha enriquecer o património artístico de Matosinhos, ao nível da arte pública contemporânea», para os responsáveis pela vandalização, seria um «roubo aos seus impostos». A obra de arte A Linha do Mar foi depois recuperada através da limpeza com diluente.