Desporto

Messi está livre, 7 mil dias depois

A ligação de Lionel Messi ao FC Barcelona acabou a 30 de junho, e o argentino é agora um jogador livre. Irá para Paris, ou para os Estados Unidos? Ou ficará ainda em Barcelona?


7504 dias. Foi esta a duração da ligação entre o FC Barcelona e o argentino Lionel Messi – para já. Corria o ano de 2000 quando se juntou às camadas jovens do clube, alcançado o plantel principal em 2005, quando, no seu 18.º aniversário, assinou o primeiro contrato como jogador sénior do FC Barcelona.

Agora, no entanto, essa ligação chegou ao fim, pelo menos para já. Messi é um jogador livre, e o mundo é a sua ostra. Atualmente está no Brasil a representar a seleção nacional da Argentina, mas no regresso a casa, todas as opções estão em aberto para o craque.

E que opções são estas? Segundo o jornal espanhol Mundo Deportivo, o craque de 34 anos pretende ficar em Barcelona durante mais duas épocas, antes de rumar para os Estados Unidos, onde o mesmo já revelou em várias ocasiões ter interesse em jogar na Major League Soccer (MLS).

O mesmo jornal garante ainda que Joan Laporta, presidente do clube, está «tranquilo» em relação às negociações com Messi para o manter vestido de blaugrana nos próximos tempos.

Ainda assim, há quem ligue o internacional argentino ao PSG, garantindo que o futuro de Messi deverá passar pelo clube de Paris, onde seria colega equipa de Neymar Jr, Kylian Mbappé e o compatriota Ángel Di Maria.

Messi na segunda divisão holandesa?
Trata-se, claramente, de uma piada. Mas a oportunidade está, realmente, aberta. O FC Volendam, da segunda divisão dos Países Baixos, preparou todos os trâmites legais para oferecer a Lionel Messi um contrato, deixando tudo pronto para bastar uma assinatura do internacional argentino.

Numa publicação nas redes sociais, o clube deixou ainda os seus principais argumentos para atrair Messi: «Seguimos a filosofia de Johan Cruyff, podes jogar com um dos melhores marcadores do futebol europeu [Robert Muhren apontou 38 golos na segunda divisão], temos um ótimo peixe e uma das melhores camisolas laranjas do mundo». 

Ou talvez na ‘pior equipa do mundo’?
As propostas não param de chover para Lionel Messi. O craque pode ficar em Barcelona, ir para Paris, ou então... para ‘a pior equipa do mundo’. Assim se autointitula o Íbis Sport Club, da cidade de Paulista, no estado brasileiro de Pernambuco. O Íbis, tal como os holandeses, fez uma proposta de contrato a Messi, no mínimo, caricata.

O período do contrato seria de 15 anos, e o argentino ficaria impedido de «fazer muitos golos» ou «ser campeão», razões que seriam o suficiente para o clube evocar rescisão contratual. Ah, e Messi teria de jurar três vezes frente a um espelho que Pelé é melhor do que Maradona para poder entrar no plantel da equipa brasileira.