Economia

Crise. Centeno destaca resposta positiva da política monetária

"Temos de apoiar a economia enquanto for necessário", disse o governador do Banco de Portugal.


O governador do Banco de Portugal considerou que a política monetária permitiu a reação necessária na crise causada pela pandemia. “Temos de apoiar a economia enquanto for necessário”, disse Mário Centeno, destacando a “decisão importante” que o BCE tomou em dezembro, ao prolongar os programas de apoio à economia.

"Temos de apoiar a economia enquanto for necessário", disse o governador do Banco de Portugal, destacando a "decisão importante" que o BCE tomou em dezembro passado, ao prolongar os programas de apoio à economia.

Nessa altura, o BCE decidiu em concreto um aumento de 500 mil milhões de euros no programa de compra de dívida destinado a aliviar o impacto da pandemia, ao mesmo tempo que deixou as taxas de juro inalteradas em mínimos que se têm mantido e devem continuar no próximo ano.

O volume das compras de dívida de emergência do BCE devido à pandemia de covid-19 atinge agora 1,85 biliões de euros, tendo a duração do programa sido prolongada pelo menos até março de 2022, quando estava previsto terminar em junho de 2021.

O BCE anunciou também um prolongamento da série de empréstimos avultados e em condições favoráveis aos bancos até ao fim do próximo ano.

O objetivo desta medida é fornecer entre junho e dezembro de 2021 uma nova almofada de liquidez aos bancos que dela necessitem para facilitarem os empréstimos à economia real.