Sociedade

Mesmo sem registar mortes, o número de internados continua a aumentar

Enquanto Lisboa e Vale do Tejo diminuiu ligeiramente o número de novos contágios nas últimas 24 horas, o Norte diagnosticou mais casos em relação a sábado. Há 567 pessoas internadas nos hospitais. 


O vírus SARS-coV-2 infetou mais 2.041 pessoas nas últimas 24 horas em Portugal. Segundo o mais recente boletim epidemiológico, divulgado este domingo pela Direção-Geral da Saúde (DGS), não houve nenhuma morte associada à doença.

O último registo de um boletim sem mortes por covid-19 foi de 14 de junho. Este domingo voltou-se a registar pelo quinto dia consecutivo mais de 2 mil casos em 24 horas.

Ainda que a covid-19 não tivesse feito nenhuma vítima mortal, nas últimas 24 horas, o número de internados nos hospitais continua a aumentar pelo quinto dia consecutivo.

Portugal tem agora 567 pessoas nos hospitais – mais 24 do que ontem -, das quais 128 estão a receber assistência nas Unidades de Cuidados Intensivos, tendo mais seis pessoas a precisar de maiores cuidados.

A grande parte dos casos continuam a registar-se em Lisboa e Vale do Tejo, contudo, nestas últimas 24 horas, esta região reportou 928 contágios, sem atingir os mil casos diários, como aconteceu este sábado, em que se contabilizaram 1.362 novas infeções.

Já no Norte, o número de novos casos aumentou de 557, registados na véspera, para 564 contágios neste domingo. Assim verifica-se uma possível tendência de aceleração das infeções nesta região.

Os restantes casos diagnosticados surgiram no Algarve com 252, o Centro com 171 e o Alentejo com 63. Todas estas regiões diminuíram o número de contágios nas últimas 24 horas.

Quanto às regiões autónomas dos Açores e da Madeira, foram detetados 52 e 11 novas infeções, respetivamente.

No entanto, mais 655 pessoas recuperaram do vírus, subindo o total de recuperados desde o início da pandemia para 833.852.

Portugal tem 38.124 casos ativos, mais 1.386 em relação ao dia anterior. Agora, as autoridades de saúde têm 58.300 contactos em vigilância, mais 1.526 do que ontem.

Desde o início da pandemia, o país diagnosticou 889.088 casos de covid-19 e registou 17.112 mortes.

Os dados da matriz de risco permanecem inalterados, uma vez que são atualizados à segunda, quarta e sexta-feira.

Na última atualização, feita ontem, a taxa de incidência era de 189,4 casos de infeção por 100 mil habitantes a nível nacional e no território continental de 194,2. O índice de transmissibilidade, o R(t), era de 1,16 a nível nacional e 1,17 no continente. Indicadores que colocam Portugal no vermelho carregado da matriz de risco.

Consulte aqui o boletim epidemiológico da DGS de 04 de julho