Politica

PAN admite votar contra OE2022. "Está tudo em aberto"

Na opinião de Inês de Sousa Real, o próximo orçamento “vai lançar as bases daquela que é uma recuperação económica para o país”.


A porta-voz do PAN revelou que “está tudo em aberto” quanto ao sentido de voto do Orçamento do Estado para 2022 (OE 2022), incluindo a sua rejeição, e defendeu que o Governo não pode estar “de costas voltadas” aos partidos.

Na opinião de Inês de Sousa Real, o próximo orçamento “vai lançar as bases daquela que é uma recuperação económica para o país”, disse à Lusa. 

No entanto, de acordo com a líder, ainda não houve "qualquer reunião" entre PAN e o PS ou o Governo no âmbito do OE2022, mas para o partido "qualquer negociação tem que ser precedida da execução das medidas que ficaram aprovadas no Orçamento do Estado de 2020 e 2021", lamentando que "ainda há medidas de 2020 que estão por executar".

Questionada se esta 'linha vermelha' em torno da execução orçamental, que o PAN refere estar "bastante aquém daquilo que seria esperado", pode comprometer as negociações, Inês de Sousa Real antecipou que "evidentemente que vai marcar aquilo que possa vir a ser o diálogo no próximo Orçamento do Estado".