Politica

Ventura ouvido pelo MP sobre jantar comício em Braga no dia 12

Líder do Chega será interrogado através de videoconferência. Em causa está suspeita de crime de desobediência.


André Ventura já foi notificado para proceder a interrogatório sobre o jantar comício em Braga, que juntou cerca de 170 pessoas, em janeiro passado, a propósito da candidatura presidencial do líder do Chega.

Assim, Ventura deverá comparecer no “próximo dia 12 de julho de 2021, às 14h15” na 6ª secção de Lisboa, no Campus de Justiça, “a fim de se proceder a interrogatório através de videoconferência com o serviço do Ministério Público da comarca de Braga”, lê-se no documento judicial enviado a André Ventura, e a que o Nascer do Sol teve acesso.

Recorde-se que o Parlamento levantou, há cerca de duas semanas, a imunidade parlamentar ao deputado e líder do Chega para responder em tribunal por causa do jantar.

Em causa está suspeita de crime de desobediência, no âmbito do estado de emergência que vigorava na data da realização do jantar.

Ainda antes de levantada a imunidade de Ventura, o líder do Chega afirmou que estava disponível para prestar todos os esclarecimentos necessários ao tribunal de Braga e que não se iria “escudar” na imunidade parlamentar, no entanto, na altura, também fez questão de sublinhar a “pressa” e a celeridade invulgar da justiça.