Internacional

Cantora e apresentadora italiana Raffaella Carrà morreu aos 78 anos

Terá morrido por doença prolongada, segundo diz companheiro da artista. 

DR  


A cantora, atriz e apresentadora italiana Raffaella Carrà morreu, esta segunda-feira, aos 78 anos, por uma doença prolongada.

“A Raffaella deixou-nos. Ela foi para um mundo melhor, onde a sua humanidade, o seu riso inconfundível e o seu talento extraordinário permanecerão para sempre", sublinhou Sergio Japino, companheiro de longa data da artista, num comunicado oficial ao qual a agência italiana ANSA teve acesso.

Nesta declaração, o companheiro disse que "há algum tempo que a doença atacou o seu corpo, tão minúsculo mas tão cheio de energia transbordante", realçando a "força imparável" que Raffaella Carrà teve durante toda a sua vida.

A artista ganhou alta popularidade durante as décadas de 1970 e 1980 na América Latina e em Espanha, através dos sucessos de músicas como 'Hay que venir al sur', 'Caliente, Caliente' e 'En el amor todo es empezar' e também do seu percurso na televisão, onde ficou famosa pelas suas roupas provocadoras.

Raffaella Carrà produziu 25 álbuns discográficos e vendeu mais de 60 milhões de discos.

Em 2016, a artista decidiu abandonar os palcos, mas continuou na produção de alguns programas televisivos.