Internacional

Destroços do avião desaparecido na Rússia encontrados a 4 km de aeroporto

Estavam 28 pessoas a bordo, incluindo duas crianças.


Os destroços do avião que desapareceu, esta terça-feira com 28 pessoas a bordo, no extremo oriental da Rússia, foram encontrados a quatro quilómetros do aeroporto onde deveria ter aterrado, informou a agência aérea russa.

"As equipas de resgate encontraram os destroços do avião", confirmaram as autoridades russas, num comunicado.

As operações estão a ser dificultadas pela geografia do local.

Uma fonte dos serviços de emergência regionais, citada pela agência oficial TASS, disse esta manhã que "o avião cessou a comunicação via rádio quando estava prestes a aterrar. Não informou de quaisquer problemas a bordo".

Segundo a mesma fonte, a aeronave pode ter caído no Mar de Okhotsk, quando executava a manobra de aproximação ao aeródromo de Palana.

De acordo com as agências russas, a bordo seguiam 28 pessoas, seis membros da tripulação e 22 passageiros, incluindo duas crianças.

Sublinhe-se que o avião estava em funcionamento desde 1982 e a sua licença deveria expirar a 30 de agosto.