Opiniao

O (re)conhecimento do Futebol português

O ato ou efeito de conhecer o estado atual do desporto ‘Rei’ nacional, o futebol, por parte da comunidade desportiva internacional é honrosa e consensual


Por Filipe Casanova 

Docente da Universidade Lusófona

O ato ou efeito de conhecer o estado atual do desporto ‘Rei’ nacional, o futebol, por parte da comunidade desportiva internacional é honrosa e consensual. Consenso este atribuído às conquistas e feitos coletivos e recordes individuais, seguramente, exigirá a todos os ‘nossos’ agentes desportivos (entenda-se dirigentes, treinadores e atletas) um permanente desenvolvimento das suas competências profissionais. Não esquecendo, à imagem da atualidade, da contínua internacionalização da linguagem técnico-futebolística e das excelentes práticas dos treinadores portugueses pelo mundo fora (a título de curiosidade e até à presente data, cerca de 197 treinadores de Futebol exercem as suas funções no estrangeiro; fonte – Associação Nacional de Treinadores de Futebol).

Para tal, a melhoria das condições de prática, das exigências competitivas e da formação (académica e desportiva) dos treinadores portugueses deverão ser ajustadas, melhor dizendo, incrementadas para os futuros desafios, sob um ‘olhar’ rigoroso e assertivo das entidades que regulam o futebol nacional.

Na formação dos treinadores, as Faculdades de Desporto portuguesas poderão continuar a contribuir para a excelência formativa dos seus estudantes, e futuros treinadores, mantendo uma coerência programática e uma progressão gradual dos diversos conteúdos de ensino do Futebol ao longo dos 1.º e 2.º Ciclos de Estudos (leia-se licenciatura e mestrado, respetivamente). E, não menos importante, estabelecendo uma simbiose relacional entre todas as instituições desportivas, sem exceção, na tentativa de preservar a identidade ‘única’ dos treinadores lusos.

Aliás, esta mesma identidade, que se reflete no jogo de Futebol, foi valorizada, recentemente, por Jürgen Klopp (treinador do Liverpool FC), ao afirmar que a Liga Portuguesa de Futebol «... é muito interessante. Tem uma filosofia própria, muitos clubes fazem coisas muito inteligentes para educar e treinar os jogadores».

Ora, estes tempos que se avizinham serão, certamente, de renovados êxitos técnicos e desportivos.