Economia

CASAFARI assegura 135 milhões de dólares para investir em imobiliário

Plataforma de dados imobiliários fechou um contrato de 120 milhões de dólares para criar uma carteira de imóveis residenciais e comerciais direcionada para investidores institucionais europeus.


A CASAFARI, plataforma de dados imobiliários acabou de fechar um contrato de 120 milhões de dólares com um consórcio de fundos de private equity europeus, incluindo o grupo de investimentos Suiço Stoneweg. O objetivo é implementar uma estratégia de compra de imóveis para arrendamento (buy-to-let) com foco em unidades fragmentadas (single units) nos setores residencial e comercial.

Mas não só. Paralelamente a esta operação, a CASAFARI levantou ainda 15 milhões de dólares através de uma ronda de financiamento Série A liderada pela Prudence Holdings, sociedade de capital de risco norte-americana que já financiou empresas como Compass, Blockchain.com, Uber e Spotify.

Com operações em Portugal, Espanha, França e Itália, a empresa fundada em 2018 por Mila Suharev, Nils Henning e Mitya Moskalchuk, cresceu exponencialmente e conta com 1500 clientes, mais de 15 mil profissionais, e é apoiada por 90 colaboradores de 24 nacionalidades.

“Na Europa, e como na maioria das geografias fora dos Estados Unidos, os dados imobiliários nunca foram estruturados e organizados devido à falta de um Serviço de Listagens Múltiplas (MLS) unificado. A CASAFARI assumiu o protagonismo de agregar, verificar e distribuir estes dados aos mais importantes players do mercado, oferecendo uma única fonte de informação verdadeira de dados de imóveis e transações”, diz Gavin Mayers, Co-fundador da Prudence Holdings, acrescentando que “através da sua tecnologia e serviços inovadores, que recorre a Inteligência Artificial e machine learning, a CASAFARI vai transformar imóveis unifamiliares como uma classe de ativos para investidores institucionais. Existe uma enorme oportunidade para a Europa seguir o exemplo dos Estados Unidos, mercado onde o investimento institucional em propriedades fragmentadas disparou de quase 0 para 40 mil milhões de dólares em dez anos”.

“Fundamos a CASAFARI com a missão de organizar o mercado imobiliário num ecossistema eficiente, impulsionado por dados, que potenciam e aceleram as transações imobiliárias através de uma plataforma B2B segura e transparente”, afirma Mila Suharev, Co-CEO e CPO da CASAFARI. “O sucesso que alcançamos e o feedback dos nossos clientes deixa-nos seguros para dar o próximo passo na nossa expansão para a Alemanha, Áustria, Suíça e Reino Unido, estabelecendo-nos como a principal rede pan-europeia de transações imobiliárias”, acrescenta.

Já Nils Henning, CEO da CASAFARI garante que a empresa “criou um ecossistema tecnológico único, que liga agentes, promotores, gestores de ativos e investidores e permite a pesquisa, avaliação, subscrição e colaboração de transações em todas as classes de ativos”. E não esconde o entusiasmo com o contrato fechado recentemente: “Estamos muito entusiasmados por representar importantes clientes institucionais como a Stoneweg na sua estratégia de investimento, trazendo mais liquidez para o mercado e gerando mais transações para os clientes de nossa plataforma”.