Sociedade

José António dos Santos. O "Rei dos Frangos", magnata benfiquista

Maior acionista individual da SAD do SL Benfica, José António dos Santos, ou ‘Rei dos Frangos’, é um dos maiores empresários nacionais.

DR  


Mais conhecido como ‘Rei dos Frangos’, José António dos Santos é o maior acionista individual da SAD do Sport Lisboa e Benfica. O empresário adquiriu, com a família, uma grande quantidade de ações do clube encarnado, o que lhe valeu a posse de cerca de 16% do capital da SAD benfiquista (perto de 13% detidos por si diretamente). O seu passado, ainda assim, vai muito além do futebol, e há muito a dizer sobre este empresário, que é benfiquista de coração, fez a sua fortuna no negócio das aves e foi mandatário por três vezes da campanha presidencial de Cavaco Silva.

As origens, como as de Luís FIlipe Vieira, são humildes. José António dos Santos é natural da Marteleira, uma pequena localidade perto da Lourinhã.

Em 1955 mudou-se para Lisboa com o irmão gémeo que até no nome é parecido: António José dos Santos. Com apenas 14 anos, os gémeos António José e José António acabaram por ir trabalhar com Manuel dos Santos, seu tio, na Casa Lourgie, dedicada ao negócio das aves.

Depois da morte de Manuel dos Santos, os gémeos tomaram conta da casa fundada em 1875 pela sogra do tio, responsável pelo fornecimento de vários hotéis e restaurantes de topo em Lisboa. Fiel às raízes, José António levou a empresa para o Oeste, onde se mantém até hoje.

“Há três coisas que são estritamente necessárias: a primeira é o trabalho, a segunda é a honestidade, essa é a principal de todas, e a terceira ter visão. Eu costumo dizer que temos de ver para lá da parede”, disse em tempos o empresário, citado pelo Jornal de Negócios.

Em 1963, começou o crescimento exponencial do negócio, com a industrialização do abate, à qual se seguiu um importante passo na história do grupo: um contrato para abastecer o exército português, assinado em 1966. O mesmo ano em que o grupo se tornou pioneiro no setor, ao incluir penas, tripas e outras partes do frango nas rações, aproveitando as ideias retiradas nas diferentes viagens ao estrangeiro, conta a revista Sábado. Estas inovações, aliadas à filosofia de trabalho de José António dos Santos, guindaram-no a líder do maior grupo agroindustrial do país, formado por mais de 40 empresas, com lucros de cerca de 150 milhões de euros no ano de 2019.

Além de dono do grupo Valouro, o ‘Rei dos Frangos’ é também presidente da Caixa de Crédito Agrícola da Lourinhã. Os gémeos são tidos como figuras muito próximas da região, e José António, garante a mesma revista, é o responsável pelo alargamento do programa de prémios de mérito do banco para os melhores alunos dessa localidade, mostrando a sua ligação com os populares, e a importância que dá aos estudos e ao sucesso académico, apesar de não ter passado grande tempo na escola.

A ligação ao SL Benfica, apesar de se ter acentuado com a compra de ações nos últimos anos e com alguns negócios realizados com Luís Filipe Vieira, está presente na sua vida desde a infância. Ainda à revista Sábado, revelou ter aprendido a ler “por causa do Benfica”. O objetivo era poder ler os jornais desportivos que falavam do clube encarnado, do qual se fez sócio aos 14 anos, em 1955.

A amizade com Vieira começaria quando este negociava no setor dos pneus. Dura há mais de 40 anos, e serviu de pano de fundo para uma forte aproximação em 2017, tanto pela compra do empresário de cerca de 16% do capital da SAD benfiquista, como pelo seu envolvimento nos negócios imobiliários de Vieira.