Sociedade

Clima. IPMA prevê que termómetros possam chegar aos 40 graus

No domingo estarão com risco máximo de incêndio 56 concelhos, grande parte deles nos distritos da Guarda, Castelo Branco e Bragança


O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para este fim de semana um episódio de tempo quente, com temperaturas a ultrapassar os 40 graus em alguns distritos.

Para sexta-feira, dia 9 de julho, foram colocados sob aviso amarelo devido ao tempo quente os distritos da Guarda, Castelo Branco, Santarém, Lisboa, Setúbal, Portalegre, Beja, Évora e Faro, continuando assim até este sábado.

Segundo o Instituto, “prevê-se a intensificação de um anticiclone a oeste do território do continente, que se estende em crista até ao Golfo da Biscaia, e a formação de um vale desde o norte de África até ao interior da Península Ibérica”, provocando assim o “transporte de uma massa de ar tropical seco, proveniente do interior da Península Ibérica”.

Assim, de dia 8 até dia 10 está prevista uma subida gradual dos termómetros, que têm estado abaixo da média para a época do ano na maior parte do país.

A temperatura máxima prevista para sexta-feira é de 37 graus no distrito de Évora, sendo que o distrito onde se sentirá menos a onda de calor será no de Aveiro, que atingirá apenas os 23 graus.

No sábado, o calor intensificar-se-á com os distritos de Setúbal e Évora a atingirem os 42 graus e o de Santarém a atingir os 41.

Este será, no entanto, um episódio temporário, uma vez que no domingo, dia 11, e na segunda-feira, dia 12, “a entrada de ar marítimo, originará uma descida gradual da temperatura máxima, a estender-se do litoral para o interior”, informa o IPMA.

Apesar de durante o dia, os termómetros pedirem a sombra, as noites continuarão frescas na maior parte do território, avisa o Instituto, “embora em alguns locais do interior Centro e Sul, em particular nas terras altas e no Algarve, se prevejam noites tropicais”.

Mais de 50 concelhos com risco máximo de incêndio

Durante esta quinta-feira todos os distritos de Portugal Continental, assim como os arquipélagos da Madeira e dos Açores estiveram sob alerta devido à exposição aos raios ultravioleta. Nesse sentido, o IPMA aconselhou o uso de proteção como óculos de sol com proteção contra os raios UV, chapéu, t-shirt, protetor sol e evitar a exposição de crianças ao sol.

Com a subida das temperaturas, o IPMA faz também o alerta para o risco de incêndio. A partir desta sexta-feira, o número de concelhos em Risco Máximo aumenta - o IPMA tem uma escala de cinco categorias que vão desde reduzido até risco máximo, sendo que os cálculos são obtidos através da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Os concelhos de Vila Velha de Ródão e Proença-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, o de Gavião, no distrito de Portalegre, o de Mação, em Santarém e os de Tavira e São Brás de Alportel são aqueles que se encontram sexta-feira em risco máximo de incêndio.

No sábado, o número sobe para cinco concelhos em risco máximo de incêndio no distrito de Faro, sete em Santarém, cinco em Portalegre e seis em Castelo Branco.

Domingo, que se prevê que seja o último dia desta vaga de calor, estão em risco máximo quatro concelhos do distrito de Faro, cinco de Portalegre, sete de Santarém, 10 de Castelo Branco, 12 da Guarda, três de Viseu, quatro concelhos de Vila Real e todo o distrito de Bragança, exceto Vinhais.

O fim de semana será então de calor extremo, estando mais de 50 concelhos em alerta.