Internacional

EMA está convicta de que não será preciso tomar uma terceira dose da vacina contra a covid-19

Esta afirmação vem na sequência do anúncio feito pela farmacêutica Pfizer sobre a aprovação do regulador norte-americano para uma eventual terceira inoculação da vacina. 


A Agência Europeia do Medicamento (EMA) disse que é preciso mais tempo para determinar se a terceira dose da vacina contra a covid-19 será necessária tomar, visto que ainda acredita que o atual regime de vacinação é eficaz.

O regulador europeu está convicto de que a administração de duas doses - exceto o imunizante da Johnson & Johnson, que requer apenas uma dose - é suficiente para prevenir contra o vírus, indicou a agência Reuters. 

Esta posição vem na sequência do anúncio feito, esta manhã, pela farmacêutica Pfizer, no qual informou que pretende receber a aprovação do regulador norte-americano para inocular uma terceira dose da sua vacina. Segundo a Pfizer, outra administração poderia aumentar a imunidade em 12 meses.