Economia

Sitava mantém pré-aviso de greve mesmo com pagamento de férias aos trabalhadores da Groundforce

"Logicamente que o pagamento do subsídio de férias é uma boa notícia, no entanto, não abdicaremos de manter os pré-avisos de greve"


O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) disse esta sexta-feira que o acordo com a TAP para o pagamento do subsídio de férias aos trabalhadores da Groundforce é uma "boa notícia", mas não retira o pré-aviso de greve.

"Logicamente que o pagamento do subsídio de férias é uma boa notícia, no entanto, não abdicaremos de manter os pré-avisos de greve nos dias finais de cada mês, enquanto não estiver definida a situação de estabilidade da empresa", informou o sindicato, em comunicado, cita a Agência Lusa.

Garantiu também que não vão ser retiradas quaisquer greves já planeadas antes de uma discussão prévia com os associados no plenário de dia 15 deste mês.

Estão previstas também a greve ao trabalho suplementar a partir de dia 15 e as greves de 30 e 31 de julho e de 1 de agosto.

Em discussão está o acordo alcançado com a TAP para o pagamento do subsídio de férias aos trabalhadores da Groundforce, que até levou a que o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes de Portugal (STTAMP) e o Sindicato dos Trabalhadores dos Aeroportos Manutenção e Aviação (STAMA) levantassem os pré-avisos de greve que tinham sido entregues e que concretizar-se-iam a partir da próxima semana.

De acordo com o Sitava, refere a Lusa, o secretário de Estado adjunto e das Comunicações reuniu-se também esta sexta-feira com os sindicatos que representam os trabalhadores da empresa de assistência em aeroportos, dando garantias de que o “Governo e a TAP, sensíveis às dificuldades dos trabalhadores, haviam decidido pagar tão cedo quanto possível o subsídio de férias".