Sociedade

Mais internados em enfermarias e UCI no quarto dia acima dos três mil casos de covid-19

Lisboa e Vale do Tejo e Norte registaram mais de mil novos casos, nas últimas 24 horas. Estão 632 infetados nos hospitais portugueses, dos quais 144 em Unidades de Cuidados Intensivos. As seis mortes ocorreram em Lisboa (3), Algarve (2) e Centro (1). 


Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 3.162 novos casos de covid-19 e seis mortes derivadas da doença. Segundo o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado este sábado, o país já confirmou 905.651 infeções, das quais 17.148 pessoas não resistiram.

No quarto dia consecutivo a reportar mais de três mil contágios diários, o número de internados continua a subir pela segunda vez. Nas últimas 24 horas, mais 15 infetados deram entrada nos hospitais portugueses, tendo agora no total 632 pessoas internadas. Deste valor, 144 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, mais três do que sexta-feira.

Lisboa e Vale do Tejo diagnosticou 1.407 casos de covid-19 dos 3.162 e três das seis mortes registadas este sábado. Norte continua a aproximar-se dos valores de novas infeções apontados pela região da capital do país, tendo reportado 1.047 casos, porém sem confirmar nenhuma vítima mortal.

Segue-se o Algarve com 320 novos contágios e duas mortes confirmadas, o Centro com 251 e uma morte, e o Alentejo com 75 novas infeções. Já nas regiões autónomas, os Açores reportaram 53 e a Madeira apenas nove.

De acordo com a DGS, mais 2.473 pessoas recuperaram da doença, elevando o total de recuperados da covid-19 para 844.497.

De momento, Portugal tem 44.006 casos ativos, mais 683 do que ontem, e as autoridades de saúde tem sob vigilância 72.635 contactos, mais 1.317 em relação a sexta-feira.

A taxa de incidência e o índice de transmissibilidade foram atualizadas ontem. A incidência nacional é de 272,0 casos por cem mil habitantes e no continente é de 280,5. Já R(t) nacional está em 1,18. Quando considerado apenas o território continental, o R(t) está em 1,19.

Consulte aqui o boletim epidemiológico da DGS de 10 de julho