Cultura

Leonardo bate recorde

O desenho ‘Cabeça de Urso’ passa a ser a obra mais cara do pintor renascentista Leonardo da Vinci, atingindo um recorde de  10,3 milhões de euros.


‘Head of a bear’, o esboço de uma cabeça de urso, do pintor renascentista italiano Leonardo Da Vinci foi leiloado esta quinta-feira em Londres por 10,3 milhões de euroso (maior valor alcançado por um desenho do artista em leilão). O preço alcançado superou o de ‘Horse and Rider’, vendido em 2001 por 9,4 milhões de euros, também pela casa de leilões Christie’s. Estimava-se que fosse vendico por um valor entre ps  9,3 a 13,9 milhões de euros, por isso, o valor da venda correspondeu às expetativas.

Em comunicado, Stijn Alsteens, chefe do departamento internacional de desenhos de mestres  da Christie’s, comentou que sempre esteve confiante de que «a alta qualidade e raridade deste trabalho atrairia licitantes de todo o mundo e que alcançaria um bom resultado». O sorteio foi comprado por um único lance por um comprador ainda não identificado na sala de leilões e não houve concorrência  por telefone ou internet.

Várias centenas de esboços de Da Vinci sobrevivem até hoje, mas esta ‘Cabeça de urso’, conforme explicado pela Christie’s no seu site, é um dos oito em mãos privadas e  «um dos último a chegar ao mercado», segundo Alsteens. E muitos especialista acreditam nele, chegando a afirmar que  esta venda foi possivelmente a última oportunidade de comprar um desenho original de Leonardo da Vinci de uma coleção particular.