Internacional

Richard Branson dá um enorme passo para o turismo espacial

O fundador da Virgin Galactic aterrou em segurança no SpacePort America, depois de ir à beira do espaço. A sua empresa planeia abrir o seu serviço comercial em 2022. 


O bilionário Richard Branson, que faz 71 anos esta semana, deu um passo chave para o turismo espacial, este domingo, chegando à fronteira do espaço num avião espacial da sua empresa Virgin Galactic, junto com dois pilotos e três especialistas. Branson estava presente com o propósito de avaliar a experiência de turista espacial e tudo indica que adorou. 

O bilionário desfrutou de quatro minutos de ausência de gravidade, bem como da vista da curva da Terra, num voo a 85,9 quilómetros de altitude. Antes de aterrar em segurança no Spaceport America, no Novo México, às 16h e 40 (hora de Portugal continental), após uma viagem de cerca de uma hora, Branson, que descreveu o momento como “lindo” e “a experiência de uma vida”.

A empresa do bilionário tem mais dois voos de teste marcados antes de começar o seu serviço comercial, em 2022. E mais de 600 pessoas ricas de 58 países já reservaram bilhetes para os voos espaciais da Virgin Galactic, que custam uns 250 mil dólares (cerca de 210 mil euros), incluindo celebridades como Tom Hanks, Leonardo DiCaprio, Justin Bieber e Lady Gaga, segundo a Business Insider. Alguns estiveram 15 anos à espera de os usar os bilhetes. Apesar do interesse ter diminuido após uma das naves da Virgin Galactic se ter despenhado no deserto Mojave, em 2014, matando o co-piloto e ferindo o piloto.