Sociedade

DGS corrige incidência e retira Caldas da Rainha dos concelhos em alerta

Ao detetar o erro, a autoridade de saúde passou a indicar que agora há 129 concelhos, em vez de 130, com uma taxa de incidência acumulativa de mais de 120 novos casos de covid-19 por cem mil habitantes.


A taxa de incidência cumulativa no concelho das Caldas da Rainha foi alvo de uma correção, confirmou a Direção-Geral da Saúde (DGS), esta segunda-feira.

A autoridade de saúde, em comunicado, clarificou que no período de 24 de junho a 7 de julho "a incidência cumulativa a 14 dias por 100.000 habitantes é de 112 casos por 100.000 habitantes e não de 128 casos por 100.000 habitantes, como previamente comunicado".

O erro foi detetado após ter sido “identificada uma falha técnica” e de se ter confirmado os números de casos acumulados com a Autoridade de Saúde Regional de Lisboa e Vale do Tejo, esclareceu a DGS.

"A comunicação permanente com as Autoridades de Saúde Regionais permite a identificação atempada e a correção célere de eventuais discrepâncias nos valores registados pelo Sistema Nacional de Vigilância Epidemiólogica (SINAVE)", apontou a autoridade.

Note-se que, segundos os dados epidemiológicos revelados pela DGS na passada sexta-feira, havia 130 concelhos com mais de 120 novos casos de covid-19 por cem mil habitantes, correspondendo ao risco máximo do limite de incidência estabelecido pelo Governo.

Assim sabemos que são 129 os concelhos a registar esta taxa de incidência acumulativa, uma vez que as Caldas da Rainha reportaram um valor inferior.