Sociedade

GNR interrompe festa com cerca de 20 pessoas. Após nova denúncia, voltou ao local onde já estavam mais de 100 pessoas

O proprietário da habitação onde decorria a festa foi identificado e os factos comunicados ao Tribunal Judicial de Esposende.


A Guarda Nacional Republicana (GNR) encerrou, no domingo, uma festa ilegal com mais de 100 pessoas no concelho de Esposende, distrito de Braga.

Os militares da GNR deslocaram-se ao local “no seguimento de uma denúncia que estaria a decorrer uma festa ilegal numa residência particular” e encontraram “cerca de 20 pessoas, que alegadamente seriam elementos da família do proprietário e alguns amigos”, explica a força de segurança, num comunicado emitido esta segunda-feira.

No entanto, “após nova denúncia, a GNR voltou ao local e verificou que decorria uma festa com mais de 100 pessoas em pleno desrespeito pelas normas vigentes de contenção da pandemia de covid-19”.

A festa foi imediatamente encerrada, tendo o proprietário sido identificado e os factos comunicados ao Tribunal Judicial de Esposende.

No comunicado, “a GNR recorda que o cumprimento das medidas impostas pela situação de calamidade, no âmbito do combate à pandemia covid-19, é fundamental para conter a propagação do vírus”.