Desporto

Sporting promete levar contratação de João Mário pelo Benfica a tribunal

O campeão nacional afirma que “não alimentará publicamente este folhetim” que considera servir para “desviar as atenções incómodas sobre outros assuntos da atualidade”.


O Sporting Clube de Portugal (SCP) reagiu à contratação do jogador João Mário pelo Benfica e promete seguir a via judicial. O médio português e o clube italiano FC Internazionale Milano anunciaram, na segunda-feira, a rescisão do contrato e, esta terça-feira, foi confirmada a transferência para o clube da Luz.

Em comunicado, o Sporting lembra que, aquando a transferência de João Mário, o clube italiano e o jogador “comprometeram-se, entre outras coisas, a efectuar um pagamento adicional de 30.000.000€ se e quando o jogador viesse a ser inscrito a favor de Clubes portugueses, entre os quais o SLB” e que o Inter de Milão recusou uma proposta da Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD pelo jogador em causa.

Como tal, acredita que “foi usado um expediente para que o Inter e o jogador João Mário se procurassem eximir ao que contrataram com a Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD em 2016” e que o expediente “só ilustra que todas as partes sabiam as obrigações que assumiram em 2016 e a que, volvidos 5 anos, pretendem furtar-se”.

O campeão nacional afirma ainda que “não alimentará publicamente este folhetim” que considera servir para “desviar as atenções incómodas sobre outros assuntos da atualidade”.

No entanto, “não deixará de defender os interesses do Sporting Clube de Portugal e da Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD em sede própria, responsabilizando os intervenientes pelos danos causados e pelo incumprimento das obrigações assumidas.”