Sociedade

Infarmed diz que não foram notificados casos de síncope associados à vacina Janssen mas vai abrir investigação

Lote da vacina da Janssen usado no centro de vacinação em Mafra fica suspenso, após suspeita de reação adversa.


O Infarmed anunciou, esta quarta-feira, que vai abrir uma investigação a um alegado caso de reações adversas à vacina da Janssen, no Centro de Vacinação Covid-19 de Mafra.

“No seguimento dos casos de reações adversas (síncope), notificados com a vacina da Janssen, no CVC de Mafra, o Infarmed informa que não foram reportados, até à presente data, suspeitas de defeito de qualidade deste lote noutros centros de vacinação em que o mesmo está a ser utilizado”, lê-se no comunicado daquela autoridade, a que o Nascer do Sol teve acesso.

Apesar de não terem sido notificados casos, o Infarmed “decidiu dar início a um processo de investigação da qualidade das unidades remanescentes da vacina naquele local de vacinação, assim como, suspender este lote até as devidas averiguações estarem concluídas”.

O regulador, no mesmo comunicado, explica que síncope é a perda de consciência súbita e breve, seguida de restabelecimento espontâneo.