Sociedade

Covid-19. As regras, dúvidas comuns e testes nos supermercados

Segunda quinzena de julho arranca sem alívio de restrições


Concelhos em risco muito elevado São agora 47: Albergaria-a-Velha, Albufeira, Alcochete, Almada, Amadora, Arruda dos Vinhos, Aveiro, Avis, Barreiro, Benavente, Cascais, Elvas, Faro, Ílhavo, Lagoa, Lagos, Lisboa, Loulé, Loures, Lourinhã, Mafra, Matosinhos, Mira, Moita, Montijo, Nazaré, Odivelas, Oeiras, Olhão, Oliveira do Bairro, Palmela, Peniche, Portimão, Porto, Santo Tirso, São Brás de Alportel, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Silves, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Vagos, Vila Franca de Xira, Vila Nova de Gaia e Viseu. Aplica-se a limitação de circular a partir das 23h. Restaurantes e espetáculos até às 22h30 (com certificado ao fim de semana). Esplanadas até seis pessoas. Casamentos e batizados com 25 % da lotação. Comércio a retalho (supermercados e lojas das bombas de gasolina) fecha às 21h durante a semana e 19h ao fim de semana.

Concelhos com risco elevado Sobem para 43. Alcobaça, Alenquer, Arouca, Arraiolos, Azambuja, Barcelos, Batalha, Bombarral, Braga, Cantanhede, Cartaxo, Castro Marim, Chaves, Coimbra, Constância, Espinho, Figueira da Foz, Gondomar, Guimarães, Leiria, Lousada, Maia, Monchique, Montemor-o-Novo, Óbidos, Paredes, Paredes de Coura, Pedrógão Grande, Porto de Mós, Póvoa de Varzim, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santarém, Santiago do Cacém, Tavira, Torres Vedras, Trancoso, Trofa, Valongo, Viana do Alentejo, Vila do Bispo, Vila Nova de Famalicão e Vila Real de Sto. António. Aplica-se a regra de não circular a partir das 23h, horários de restauração e espetáculos até às 22h30 e certificados ao fim de semana para almoçar e jantar no interior. Mas folga é um pouco maior: esplanadas podem ter grupos até 10 pessoas e casamentos e batizados 50% da lotação. Supermercados fecham às 21h (não fecham mais cedo ao fim de semana).

Concelhos em risco de recuar na próxima semana São agora mais 30 em risco de andar para trás no desconfinamento: Águeda, Alcoutim, Aljustrel, Amarante, Anadia, Cadaval, Caldas da Rainha, Castelo de Paiva, Estarreja, Fafe, Felgueiras, Guarda, Marco de Canaveses, Marinha Grande, Mogadouro, Montemor-o-Velho, Murtosa, Ourém, Ovar, Paços de Ferreira, Penafiel, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, Serpa, Valpaços, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Real, Vila Viçosa e Vizela.

Hóteis e alojamento local Os hospedes têm de apresentar o certificado digital ou teste negativo no momento do check-in em todo o país, independentemente do nível de risco do concelho. Só as crianças com menos de 12 anos estão dispensadas. Em casos de auto-check in, o Governo diz que se mantém a obrigação e que o certificado deve ser enviado por email. Não cumprir as regras pode ser punido com multas de 100 a 500 euros.

E se testar positivo no hotel? Pode fazer autoteste no hotel, mas note que se der positivo deve ser isolado e contactada a autoridade de saúde. O hóspede pode ficar em isolamento profilático no alojamento. Mais vale fazer o teste em antecipação.

Autotestes à venda em supermercados Até aqui exclusivos das farmácias e parafarmácias, o Governo anunciou um regime excecional que passa a permitir a venda de autotestes em hiper e supermercados. Os resultados de auto-teste são válidos para ir a restaurantes e hotéis, desde que realizados no momento à porta do estabelecimento e sob verificação dos responsáveis dos espaços.