Internacional

Quatro bombeiros entre as mais de 150 vítimas mortais nas cheias da Alemanha

Mais de 180 pessoas morreram nas cheias na Europa central: 156 na Alemanha e 27 na Bélgica. Operações de resgate continuam.


Pelo menos 183 pessoas morreram, na sequência das fortes cheias e inundações que estão a assolar a Europa central. A Alemanha é o país mais afetado, com 156 vítimas mortais, entre as quais quatro bombeiros que participavam em operações de resgate, segundo a agência de notícias Reuters. Na Bélgica registaram-se 27 mortos.

Na Alemanha, as buscas por sobreviventes continuam, apesar dos níveis de água permanecerem elevados em várias cidades e de ainda existirem edifícios a colapsar.

A maioria das vítimas mortais, 110, registou-se na cidade Ahrweiler. Já em Renânia do Norte-Vestfália contabilizam-se 45 mortos, incluindo quatro bombeiros. É o pior desastre natural dos últimos 50 anos no país. 

Além da Alemanha, também a Bélgica e os Países Baixos foram afetados. Segundo o Centro Nacional de Crise belga, há mais de uma centena de desaparecidos e 27 mortos.